Tag Archives: curiosidades

Flagra

28 dez

Enquanto isso…

na bola do Coroado…

Um belo dia para passear

26 out

Foto-A0110compacta

1 minuto depois …

Foto-A0111compacta

E não se esqueça de usar sapatos confortáveis ...

Ê Boi!

4 out

Por Fabíola Abess

Padre, médico e escritor, François Rabelais representa a literatura renascentista de forma pouco convencional, une o popular e erudito no mesmo espaço. ‘Carnaval Rabelais’, peça da temporada 2009 do Teatro Experimental do Sesc – TESC, tem como nome homônimo, o escritor francês que em obras como Gargantua, reúne lendas populares, farsas, contos indecentes e citações de obras clássicas.

A obra tem como Rabelais narrador e personagem, que abre a peça durante uma terça-feira de carnaval no bar Renascentista, que sem ter como pagar uma dívida de jogo, resolve contar uma história. A peça inicia com o nascimento do gigante Gargantua que se aventura desde os primeiros anos de vida, até ser enviado para a ‘Paris dos Trópicos’ a fim de concluir os estudos.

É possível identificar elementos da comédia brasileira, comum no teatro de revista e encenado por artistas como Oscarito e Dercy Gonçalves, que tinha como características principais a apresentação de números musicais com apelo à sensualidade e a comédia leve com críticas sociais e políticas.

As letras falam sobre liberdade de expressão e crítica de costumes, retrato da aristocracia local, os atores interagem rapidamente com o público por meio de insights, que revisitam os últimos escândalos ocorridos na cidade de Manaus. Assim como o escárnio em geral, ‘’Tudo é só mercadoria…/ Lá vai partir a caravana educacional/ …já perdi muitas coisas por dizer e escrever o que quero…/ o dinheiro é o Deus do nosso tempo…trouxeram a desordem para o meu coração…/ Final feliz é tarefa de casa para cada um […]’’.

Com dramaturgia de Márcio Souza e 14 músicas escritas por Aldísio Filgueiras, cantadas ao vivo pelo próprio elenco. ‘Carnaval Rabelais’ é um carnaval de acontecimentos rápidos, que em face da rapidez, o público por pouco não se dá conta de quando o final acontece, somente pelo fato do aparecimento do narrador-personagem, perdido no início da encenação.

Carnaval Rabelais cumprirá temporada até dezembro, com apresentações todos os sábados, às 20 hs, ingressos R$ 10,00 e meia entrada R$ 5,00, encenada no teatro do Sesc, na Rua Henrique Martins, Centro.

Perdido na Baricéa – O saxofonista

13 nov

Por Alana Santos e Fabíola Abess

p1020015

p1020010

As pessoas passam apressadas enquanto o saxofonista toca. Com um chapéu e um colete colorido, desperta a curiosidade dos que passam em frente ao edifício Manaus Shopping Center, na Avenida Eduardo Ribeiro, Centro.

Chapéu diferente, colete colorido. Chama atenção. Carioca do Méier, 68 anos, há 25 em Manaus, Jair Pereira Marques, ou simplesmente Dom Carioca, é mais um personagem da Baricéa Desvairada. Chegou a Manaus para trabalhar com vendas, mas não conseguiu deixar a música, “a música é uma coisa que a gente sente muita falta”, disse. Jair toca saxofone e flauta desde os 16 anos. Ele faz shows com o grupo Dom Carioca e Banda Celebridades em alguns estabelecimentos da cidade e participa de eventos.

Para falar com Dom Carioca: (92)9616-6281

p1020036


O povo tem o governo que merece

28 out

Por Alana Santos e Fabíola Abess

**por falta de recursos mais sofisticados, o blog optou pelo PAINT.

123 mil eleitores são responsáveis pelos próximos quatro anos do novo governo da prefeitura de Manaus.

Amazonino Mendes retorna depois de 20 anos no poder, e quais os argumentos dos eleitores do “negão”?

– “Ladrão por ladrão, voto no negão”

– “Ele é humano”

– “A vitória dele vai ser boa para as mulheres”

(argumentos colhidos na baricéa desvairada)

Esse é o resultado de um populismo construído em 20 anos de “política”. E, pelo menos para os eleitores do vencedor, Manaus está mais uma vez na expectativa de boas novas.

Mas, como exigir mudanças se daqui a quatro anos a maior parte dos eleitores sequer vai lembrar em qual vereador votou?

Não se trata apenas de um candidato ou outro, mas de voto consciente. O país não será transformado se o analfabeto é obrigado a votar, nem se esse analfabeto continuar excluído do sistema educacional do próprio país onde mora.

A vitória de um candidato mostra a insatisfação com o prefeito em exercício ou a vontade de mudar e resgatar um modelo antigo de administração.

O povo tem o governo que merece. O povo não é burro, o povo apenas está confuso.

Pontos de Manaus II

22 out

Por Alana Santos e Fabíola Abess

**Todas as fotos foram feitas para um trabalho da matéria Fotojornalismo, da Universidade Federal do Amazonas.

Relógio Municipal

Palácio Rio Negro

Ponte da 7 de setembro

Pontos de Manaus

20 out

Por Alana Santos e Fabíola Abess

Fotografar é fazer arte. É ampliar o olhar para os detalhes do ser humano e da sua participação na realidade. São os momentos decisivos que fazem as melhores fotos. Paciência, percepção e técnica são alguns elementos essenciais para uma boa composição.

O blog Baricéa Desvairada, como um experimento de duas alunas de jornalismo, mostra alguns pontos de Manaus.

Largo São Sebastião

Palácio da Justiça

Igreja da Matriz


Mais fotos em breve…